Carregando Eventos

Evento

Ensaio Aberto da Cia Coral Mawaca com a convidada Martha Galdos (Peru)

28

set

19:30


Ensaio Aberto da Cia Coral Mawaca com a convidada Martha Galdos (Peru)
Terça-feira, 28 de setembro, às 19h30
Inscrição: https//bit.ly/estudiomawaca

Martha Galdos, cantora peruana, é professora convidada na Cia Coral Mawaca. Martha ensinará alguns cantos das diferentes regiões do Peru.

A Cia. Coral Mawaca  é um grupo que se formou em 2018 para cantar músicas do mundo, incluindo canções interpretadas pelo Mawaca em diversas línguas e abrange um repertório diversificado como canções africanas, balcânicas, indianas, japonesas, ibéricas entre outras.

O grupo é formado por pessoas interessadas em cantar repertório multicultural e dirigida pelas cantoras do Mawaca: Magda Pucci, Angélica Leutwiller, Rita Braga e Zuzu Leiva. Desde abril de 2020 – por conta da pandemia e a impossibilidade de encontros presenciais – se adaptou ao modo online para manter suas atividades e se reúne semanalmente para aprender o repertório multicultural do Mawaca e de outros grupos do mundo.

Não é necessária experiência em canto nem leitura musical.

 

Sobre Martha Galdos:

Martha Galdos é uma limenha peruana apaixonada pelo Brasil, e residente em São Paulo. Propulsora de um núcleo musical que evidencia as pontes culturais a musicais entre Brasil e o resto de América Latina. Nascida em família de artistas no campo da pintura e da música. É cantora, compositora, diretora artística, gestora cultural, comunicadora e locutora. Multi artista, possui uma voz doce e um espirito nómade que há fez viajar e viver em outros países como Estados Unidos e Alemanha. Além de.

Aquariana, nascida o dia da Candelária e dia de Iemanjá, 2 de fevereiro. Propulsora da música latina contemporânea, recolhe os sons do seu nativo Peru: “a matriz de três colores”: afro (landó, panalivio, festejo), andino (huayño) e amazônico (cumbia), e os fusiona com generosas pitadas de jazz, assim como música brasileira.

Lançou a sua ópera prima, o disco “Respiraré” em 2016 sob a direção musical de Pepe Céspedes y Leonardo “Gigio” Parodi. Atualmente prepara o lançamento do single “Aya T’ica” (flor ancestral em quéchua), canção-oração inspirada na cosmogonia xamânica amazónica, em parceria com o músico paulistano Dante Ozzetti (Ceumar, Ná Ozzetti, Chico César), investigador de ritmos do Amapá e o poeta paraense Joãzinho Gomes. O videoclipe, que acompanha, contará com a participação da fotógrafa e filmmaker Helena Alba, diretora do documentário “A pajé” (gravado na aldeia Yawanawá etnia presente no Brasil e Peru).

Em 2021, Martha idealizou e dirigiu a primeira edição do Mujer Sábiá Fest, festival de arte e música que reuniu notáveis cantoras de Brasil, Peru e Colômbia. Tem feito múltiplas apresentações no Brasil entre elas a temporada do show ‘Colores’, no Sesc 24 de Maio, e em versão online através da Lei Aldir Blanc.

Poliglota, formada em comunicação (Universidade de Lima) e canto lírico e popular (Luciano Garrido, Peru), participa em constantes atividades de estudo com artistas internacionais como: Vanessa Moreno (Brasil), Alexis Pimienta (España), Tchella (Brasil) e Lenna Bahule (Mozambique). Atualmente é estudante do Conservatório EMESP Tom Jobim de São Paulo. Cocriadora da oficina ‘Consciência Vocal’, orienta vivências sobre voz e ritmos peruanos.

Martha tem feito shows no Perú, Brasil, Panamá (Panama Jazz Festival) e China. Participou em espetáculos junto a renomeados artistas; entre eles, os brasileiros Dante Ozzetti, Patrícia Bastos, Simone Sou, Fabiana Cozza, Ju Strassacapa (Francisco El Hombre), Jonathan Silva, e Renato Braz; o cantor português Luís Represas e o percussionista Barshay (Esperanza Spalding)

Esse evento esta sendo realizado com o apoio do ProAC – Edital de Manutenção de espaço – Estúdio Mawaca –  PROAC 17/2020 – Governo do Estado de São Paulo, por meio da Secretaria de Cultura e Economia Criativa