Carregando Eventos

Evento

A Presença de Solano da Trindade

25

nov

18:00

A PRESENÇA DE SOLANO DA TRINDADE

Com Vitor da Trindade e Marcelo Tomé

Data: 25/11/2021

Horário: das 18h às 20h

Atividade online gratuíta

Inscrições limitadas: https://bit.ly/solano_trindade

informações: www.estudiomawaca.com


Duas gerações da família Trindade reverenciam e contam a história de Solano Trindade,  o poeta da resistência negra, teatrólogo, e um dos fundadores do movimento artístico de Embu das Artes, onde acontecem manifestações das culturas negra, popular, afro-brasileira, urbana, permeadas por maracatus, sambas, jongos, bumba meu boi.  Respeitado por artistas contemporâneos como Carlos Drummond de Andrade, Solano é uma importante referência não só para a cultura brasileira em geral mas, principalmente, em prol da consciência negra e da luta pelos direitos dos negros no Brasil. O núcleo Teatro Popular Solano Trindade contribuiu para a formação da identidade afro-brasileira, desde a época de sua fundação até os dias de hoje. Agora aos 45 anos, o Teatro Popular Solano Trindade continua sendo referência em cultura negra, e não se fala no país em cultura popular sem referenciar Solano Trindade, Raquel Trindade, sua família e os 40 integrantes que hoje embelezam e enriquecem o grupo. É sobre esse legado e seus desdobramentos que Vítor da Trindade e seu filho Marcelo Tomé irão discorrer.

SOBRE VITOR DA TRINDADE E MARCELO TOMÉ

Vitor da Trindade é herdeiro cultural do legado de seu avô o poeta Solano Trindade, filho da artista plástica e folclorista Raquel Trindade e do Alabê e cantor Jorge de Souza, mestrando em etnomusicologia pela Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo e graduado em música popular pela Faculdade Instituto Tecnológico de Osasco – FITO. Participa como professor do curso ICAB (Identidade Cultural Afro Brasileira), em convênio com a Unifesp e a Secretaria de Educação de Embu das Artes, Em 2019, lançou o livro Oganilu, o Caminho do Alabê, independente com apoio da SIM Editora e da Agência Solano Trindade. Recebeu em 2015 a Medalha Zumbi dos Palmares pela Prefeitura de Taboão da Serra, em 2011 o Prêmio Proac ICMS com o Projeto 10 anos de Revista do Samba, em 2010 foi premiado pelo Intercâmbio Cultural do Ministério da Cultura com o Projeto Samba Syndrom. Em 2005 recebeu o Prêmio Petrobrás Cultural MINC com o Projeto Revista Bixiga Oficina do Samba.

Marcelo Tomé Marcelo Tomé – Mestre em Administração (FEI), especialista em História da África e doNegro no Brasil (UCAM), bacharel em Administração na Linha de Formação em Marketing (UNINOVE). Atualmente é professor convidado do curso de Graduação em Pedagogia e de Relações Étnico-raciais no Programa de Pós-graduação da Faculdades Integradas Campos Salles – FICS (2016), Coordenador do curso Estudos Abertos para Maturidade FICS, Diretor do curso Identidade Cultural Afro-brasileira (ICAB) realizado entre o Teatro Popular Solano Trindade e a Secretaria de Educação da Prefeitura da Estância Turística de Embu das Artes de 2009 a 2020, tendo chancela da UNIFESP, de 2012 a 2015. É diretor da empresa de terceiro setor Teatro Popular Solano Trindade desde 2006, coordenador Técnico do Ponto de Cultura Solano Trindade Raízes de Cultura e foi membro da Comissão Paulista dos Pontos de Cultura do Estado de São 14 de 19 Paulo. Atualmente é Vice Presidente da Agência Solano Trindade.

+++++++++++++++++

Essa é uma ação do Estúdio Mawaca, sede do grupo Mawaca, subsidiada pelo Edital de Manutenção e Modernização dos Espaços Culturais Independentes – ProAC por meio da Secretaria de Cultura e Economia Criativa, do Governo do Estado de São Paulo.

+++++++++++++++++

A gravação desse evento não será disponibilizada após a sua realização.